Parceria entre PM e ONG beneficiam moradores de Rio Sena

Moradores da comunidade do Rio Sena, subúrbio de Salvador, tiveram a alimentação reforçada durante a noite chuvosa da quinta-feira (9). Duzentas quentinhas foram distribuídas em mais uma parceria do Departamento de Polícia Comunitária e Direitos Humanos (DPCDH) da PM e a Organização Não Governamental (ONG) SOS Sertão.

Instaladas no espaço de eventos ‘Gênesis’, as equipes distribuíram, além de refeições montadas com arroz carreteiro, cachorro-quente, suco, achocolatado, kits com pipoca e suco, roupas e brindes para cerca de 100 pessoas que compareceram ao local disponibilizado pela PM. Segundo contou o diretor do DPCDH, coronel Antônio Sampaio, todo o protocolo para evitar a disseminação da Covid-19 (novo Coronavírus) foi seguido.

“O apoio imprescindível das equipes do Comando de Policiamento Regional da Capital (CPRC) Baía de Todos os Santos (BTS) e do efetivo da Base Comunitária de Segurança, (BCS) Rio Sena, que cuidou da divulgação do evento, foi fundamental para que todos fossem alimentados com o máximo de atenção e cuidado”, contou.

Durante a noite, os voluntários da SOS Sertão – organização sem fins lucrativos que, há oito anos, auxilia moradores do sertão da Bahia, Sergipe e Alagoas, no combate a fome – ainda distribuíram máscaras de proteção e levaram palavra de conforto para aqueles que lidam, dificultosamente, com a pandemia.

Segundo contou o líder da entidade, pastor Martins Santa Rita Santos, enquanto puder, a ONG, em parceria com a PM, apoiará os mais necessitados. “Todo esse apoio é um dever nosso. As pessoas podem saber que não estão só e enquanto nossos voluntários e a SSP estiverem na linha de frente dessa crise mundial, faremos o possível para que ninguém fique de fora dessa rede de auxílio”, destacou.

A ONG, que iniciou a pandemia com apenas 25 voluntários dispostos a atuar nas ruas, conta, atualmente, com 110 pessoas que se dedicam a apoiar pessoas em mais de 70 municípios.

Categorias: Noticias

Comentários estão fechados