“Não vou botar traíra em meu partido”, diz Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro, que está sem partido, disse nesta quarta-feira(11) que o PSL, legenda pela qual foi eleito, está “cheio de traíra”. Bolsonaro deixou o

partido em novembro após brigas internas e para fundar um novo partido chamado Aliança pelo Brasil.

O presidente disse que terá “critério” para aceitar filiados no partido e que não permitirá a entrada de “traíra”. “Estou fazendo um partido que vai estar de novo sem televisão. Eu vou ter critério concreto para botar gente no meu partido. Não vou botar traíra. Entrou traíra porque foi em cima da hora. Cheio de traíra o partido que eu deixei para trás”, afirmou.

A fala do presidente foi registrada pelo canal “Cafezinho com Pimenta”, quando ele conversava com apoiadores na saída do Palácio da Alvorada. No encontro, Bolsonaro falou ainda sobre os planos para as eleições de 2022, dizendo que participará da campanha “de uma forma ou outra”. “Pessoal, em 22 tem eleição? Eu vou estar na campanha de uma forma ou de outra. Mesmo que eu não venha a candidato, vou fazer campanha. Não é por mim, não”, disse o presidente.(Blog do Reinaldo Azevedo)

Categorias: Destaque

Comentários estão fechados